Vem aí

Cara

não transe de cara

não ame esse cara

não pegue tantos caras

goza na cara

não mostre a cara

merece soco na cara

ri da cara do perigo

toma vergonha na cara

a Cara, virou lésbica

mas é magra, minha cara

mulher ou é cara ou coroa

mostra a cara

cara

lho.

...

Essa semana eu estava deitada na cama de madrugada meio insone e me veio na cabeça a ideia de um projeto. E fui tomada por uma força física a levantar da cama e começar a escrever uns versos. Serão poesias feministas. Uma forma poética de falar da problemática. E também de falar do feminismo como eu vejo o machismo. Será apenas um ponto de vista. Uma forma de eu expressar isso que mora em mim. E abrir debate. 

Logo logo vai estar tudo no ar, mas enquanto isso, resolvi aquecer o projeto nesse frio de inverno. 

Carla CortegosoComment