Reduzindo minha angústia

Ontem fui dormir esperançosa. Estávamos caminhando para um Brasil melhor. Acordei hoje de manhã e abri o facebook e tomei uma porrada. Fiquei tão chateada com a história da manobra feita pelo congresso essa madrugada que me atingiu fisicamente. 

Não costumo escrever sobre essas coisas, pois não tenho tanto embasamento de dados e política para desenrolar uma opinião tão sólida. Mas meu coração sabe no que ele acredita. 

Mandei mensagem pra minha irmã desesperada pela minha chateação e sem saber como lidar com isso e ela disse: DAAAAR, ESCREVA. 

E é isso que estou fazendo. Tenho esse espaço hoje e posso usá-lo a meu favor. 

Saí da cama desejando estar em um mundo melhor, mas não foi possível.

Eu sou uma otimista incurável, mas ver essas coisas, abalam minha crença principal de que o ser humano tem jeito.

E não fiquei chateada somente pelos nossos políticos brincarem de fazer política a seu modo escuso e terem essa opinião e sim, principalmente, porque eles representam a nossa sociedade. Sim, votamos nessas pessoas. Democraticamente. E mais do que isso, a maioria da população realmente compactua da opinião de que o jovem merece ser preso aos 16 anos e foda-se todo o resto do problema. 

Me chateou a opinião das pessoas, os comentários nas notícias, a mentalidade conservadora, o desinteresse da população pelos jovens desse país. 

Me chateou tanta coisa. Que só posso vir aqui e despachar meus sentimentos.

A maioria concorda com isso. A maioria concorda com isso. 

A maioria concorda com isso?

Não consigo acreditar. 

Eu ainda acredito que a maioria da população brasileira é composta de pessoas que são vítimas da falta de oportunidade, direitos básicos, saneamento básico, comida, diversão, escolha, escola, amor, pais presentes e leis para zelar por eles. 

Temos criminosos em todas as classes, faixas etárias, gêneros e lugares. Mas isso não tem nada a ver com punir legalmente aqueles que mais precisam de outra coisa que não cadeia. Todas as outras coisas, menos cadeia.

Estamos punindo e matando nosso futuro. 

Acabamos de aprovar no congresso, com grandes chances de passar adiante, a redução da maioridade penal e gostaria que todo mundo a partir dos 16 anos, pudesse ser preso por cada jovem que vai morrer no sistema prisional brasileiro.