Poesia Feminista: CARA

não transe de cara

não ame esse cara

não pegue tantos caras

goza na cara

não mostre a cara

merece soco na cara

ri da cara do perigo

toma vergonha na cara

a Cara, virou lésbica

mas é magra, minha cara

mulher ou é cara ou coroa

mostra a cara

cara

lho.

Já conhece meu livro de poesias feministas?

Você pode comprar o ebook na amazon ou ler de graça se tiver kindle unlimited!